FEITA DE HOMEM PARA HOMEM. Local no Centro do Rio ou atendimento em domicilio. Contato preferencialmente por Whatsapp (21) 98230-5966 - Ciro. Não atendo número privado.

Theme Support

Unordered List

Recent Posts

Massagista carioca - atendimento exclusivo para homens - 21 98230 5966. Tecnologia do Blogger.

MASSAGISTA HOMEM

MASSAGISTA HOMEM

Conto Erótico - Massagem no Coroa Casado Enrustido.


Enquanto o cliente Árabe Passivo (veja o conto anterior) preparava se para ir embora satisfeito o outro cliente, que havia feito contato antes dele chegar, retornou a ligação. Eu atendi e disse :"um minuto por favor". Com a ligação aberta no celular numa mão eu me despedi do Árabe com voz firme e objetiva. O outro cliente pôde me ouvir enquanto eu finalizava o encontro. Ao fechar a porta e retornar minha atenção para a ligação no intuito de lhe passar informações ele foi direto e decidido: "Você tem disponibilidade para daqui a meia-hora?" Ele parecia incerto e carente de informações quando eu atendi a ligação e ao voltar a ela (uns segundos depois) já estava seguro de que queria vir. A firmeza como eu falava com outro cliente e a masculinidade na minha voz havia dissipado suas duvidas em um instante. Eu era o tipo de massagista que ele procurava.

Tomei meu banho, me deitei em repouso por 30 minutos e ele chegou. Era um homem acima de 45 anos, aliança no dedo, moreno, cabelo liso como um índio, camisa social listrada por dentro de um black jeans, cinto e sapato social de couro preto. Disse que estava no Rio de passagem aquela semana e que era de Brasilia. Eu estava de regata e short branco sem cueca. Ele fingiu não perceber o badalar do sino. Despiu se completamente. Perguntei a ele qual massagem gostaria de fazer e ele respondeu: "a sensual" o que me deixou a vontade para tirar a roupa toda na frente do casado e mostrar a ele minha jeba pentelhuda ao natural. Reparei também no pau dele: médio e promissor.

Antes de deitar na maca, porém ele advertiu me: "eu vim só pra massagem mesmo..." Fingi que acreditei, pois isso faz parte da fantasia de muitos clientes de massagem héteros e casados: chegar despretensiosamente para fazer uma sessão e rolar uma brincadeira "inesperada" com o massagista safado. Esse é um recurso muito usado por homens que se permitem um breve contato sexual com outro sem maiores consequências e nenhum envolvimento. É muito comum eu receber homens casados não gays. O cliente gay vem na firme intenção de fazer sexo além da massagem. O cliente hétero é diferente, é mais sutil e menos óbvio. Ele não quer pau no cu como prioridade. Ele quer uma massagem bem feita e aberta a "outras possibilidades". Ele tem a o elemento surpresa como base do seu fetiche.

E eu gosto muito de jogar esse jogo. Ele faz de conta que não gosta "dessas coisas com homem" eu faço de conta que não vou segurar no pau dele. Tudo fica mais lúdico e divertido. Veja bem e raciocine comigo: dois homens (cliente e massagista) estão nus de frente um pro outro e o cliente (que escolheu pagar mais caro pela massagem que inclui a nudez do profissional) alerta: "eu vim só pra massagem mesmo...". Esse é o único momento em que eu acho graça na hipocrisia rs.

Durante a sessão encostei varias vezes meu pau pelo seu corpo ao redor da maca. Ele não dava sinal de vida: completamente imerso no relaxamento proveniente de uma massagem eficiente. Ambiente calmo na penumbra do final da tarde. Ao fundo musica para relaxar a mente. A minha estava bem relaxada pois a minha ereção provava isso: se a mente não relaxar o pau não sobe. Ao virar se de barriga para cima alguns clientes estão de pau meia bomba, mas esse estava de pau duro e babando. Aquele pau médio promissor fizera se em 18 centímetros de rola morena grossa e babona: o mel dele escorria sem parar e eu usei sua lubrificação natural para fazer uma massagem peniana. Uma mão massageava as bolas a outra a glande. O casado insuspeito de aliança no dedo delirava.

Eu olhava para o sapato de couro preto no chão e ficava mais excitado ainda na constatação da autenticidade daquele homem. Ele deve ter esposa, filho, sobrinho ou até neto e ninguém, lá no estado de origem dele, nem desconfia que naquele momento aquele tiozão estava recebendo uma mamada calibrada de um massagista carioca no Centro do Rio de Janeiro. Depois de meter, mais do que bem metido, no cliente Árabe, ter um intervalo de meia hora para chupar o pau do maduro casado...o que mais eu posso esperar de bom do meu trabalho? E eu ainda sou pago pra isso!!!

Eu mamei com vontade e sem a menor pressa de fazer o cliente gozar. O importante é prolongar o prazer "dele" enquanto eu curto o "meu". Acho que há muito tempo aquele homem não era bem chupado, pois se contorcia em espasmos na maca e quando não aguentou mais de vontade de gozar fez movimentação no sentido de tirar o pau da minha boca, mas eu o estabilizei firme no fundo da goela até sentir o creme espesso pulsar me inundando de porra quentinha.

Depois de mim ele foi para o banheiro tomar sua ducha. Eu ainda pude apreciar a nudez dele enquanto se recompunha com tranquilidade e se despedia amigavelmente como se nada tivesse jamais acontecido naquela tarde.

Conto Erótico - Massagem no Árabe Passivo.


O Rio é uma cidade de passagem para muitos homens. Alguns deles aproveitam a distância do seu lar e familiares para ter um contato físico mais próximo com outro homem sem envolvimento afetivo. Esses quando me encontram na internet se tornam clientes ocasionais. E cada um tem seu fetiche ou motivação extra-massagem. A minha massagem é profissional, mas a satisfação do cliente está sempre inclusa. Um turista de MG, hospedado na zona sul, me acionou via whatsapp interessado no meu serviço. Disse "Ficarei aqui alguns dias de férias e tentarei me organizar para fazer. Parece bem interessante. Deu vontade"

Oito dias depois ele entrou no meu estúdio as 16:30. Viera do Leblon de metrô até o Centro. Na foto do seu perfil do zap ele usava aquele tradicional lenço usado na cabeça pelos árabes (gutra). Isso me deu a intuição de que esse cliente iria gostar de ouvir música árabe durante a sessão. Eu perguntei a ele que tipo de massagem ele queria: "Fique afinzão de fazer a sensual com você. Aceita cartão?" ele respondeu. Eu disse que sim e indiquei a ele que tirasse a roupa e fosse para o banho. Ele tinha uns 34 anos, era mais baixo do que eu e seu corpo era perfeito, mas o que mais me chamou a atenção foi a forma da bunda dele quando ele se virou para entrar no banheiro. Meu pau subiu instantaneamente e permaneceu assim até ele sair do banho quando, eu já estava nu a espera dele e para passarmos seu cartão antes de começarmos.

Seus olhos fixaram se direto no caralho duro quando ele subitamente mudou de ideia: abriu a carteira e sacou duas notas azuis (minha cor predileta!) e preferiu pagar em dinheiro alegando que: "assim eu seria poupado do desconto feito pela empresa que administra o serviço de recebimento de cartões". Essa pequena atenção de sua parte fez meu pau latejar. Era claro para mim que ao notar o potencial da minha ereção ele quis me adiantar o pagamento sem descontos para o serviço ser completo. Eu gosto de caras que sabem me lisonjear.

Deitei o cliente na maca, de barriga para baixo e aquela bundinha (perfeita para levar rola) pra cima. Lubrifiquei sua pele (com o oléo mineral sem perfume) enquanto explorava com  minhas mãos grandes e firmes todas as curvas de seu corpo extremamente sexy. Minhas mãos e seu corpo bronzeado se tornaram cúmplices. Meus dedos dançavam sobre seus músculo bem torneados e macios, ao som exótico de tambores e flautas da musica árabe (que me pareceu ter envolvido o cliente). Ele se entregou completamente. Ficou inerte e confiante na conversa entre minhas mãos e sua nudez total. Minha ereção era constante durante a massagem do seu corpo inteiro. Ele a sentia.

Ao terminar o serviço na maca acompanhei o cliente até a cama (onde o massagista repousa entre as sessões). Ele me ajudou a forrá la com o lençol descartável e deitou-se, como eu indiquei, de barriga para baixou e pernas bem abertas. coloquei o preservativo e afoguei o ganso até o talo no cu dele. minha pica deslizou para dentro da bunda dele sem ele fazer um movimento de resistência ou desconforto. Gosto de passivos assim: que se entregam confiantes ao metedor. Comi de todas as posições: de bruços, de lado, de frango assado e em pé. Não me espanta um cara como aquele ser passivo: como uma bunda tão perfeita...todo mundo quer comer. A foto que ilustra esse conto foi gentilmente cedida e autorizada pelo cliente.

Me abraçava carinhosamente na cama. Enquanto eu esfregava os pelos que cresciam da minha barba em seu pescoço ele cobria meu rosto de beijos. Ele era muito gostoso e me dava imenso prazer sua obediência e passividade. Ele gozou dando em pé. Mas eu não. Antes dele chegar outro cliente havia entrado em contato sinalizando que gostaria de vir. Eu lhe pedi que retornasse a ligação dentro de uma hora. Seria um atendimento seguido de outro e eu precisava da minha energia para dar continuidade ao serviço sem deixar cair nem a qualidade nem a empolgação. Esse era um outro tipo de cliente: coroa, casado e enrustido. A história dele você vem no conto logo a seguir.




Conto Erótico - O massagista e o Casado Flamenguista



Acabei de atender um cliente que me faz refletir o quanto é gratificante para mim aquilo que eu faço em muitos sentidos. A primeira coisa que me chamou a atenção foi a foto do perfil dele no whatsapp: um jovem de pele morena bronzeada e cabelos queimados de sol com uma camisa do flamengo segurava carinhosamente um menino de 7 meses que também usava um camisa em miniatura do mesmo time do pai. Esse cliente queria vir ontem, mas sexta feira é o o dia que muitos preferem para começar o fim de semana com uma massagem. Eu expliquei isso a ele de forma polida por uma mensagem de voz e ele disse que gostou do que ouviu.

Eu abri a porta e lá estava tal a foto do perfil: a mesma camisa do time do seu coração vestindo 1,87 de um corpo magro com bunda e pernas bem feitas em short folgado . Aparentava 26 anos , apertou confiante a minha mão e entrou em silêncio atravessando com curiosidade um espessa bruma de sândalo que desenhava dragões chineses em volta da maca. Se despiu ligeiro e sem dizer nada. Colocou no cabideiro o short a cueca suada e a camisa escolhida por ele para comemorar momentos felizes. Tomou uma ducha antes da massagem e ao sair do banho já estava em estado de ereção. Eu o conduzi serenamente até a maca onde ele se deitou de barriga para baixo e nos primeiros dez minutos de massagem nas costas adormeceu. 

O que eu ainda não te falei é que na manjada que eu dei na rola dele antes de se deitar, quando ele, francamente de pau duro, havia saído do banho, me deixou na memoria um pau em forma de uma garrafa de Fanta. Cônico. Entendeu? Uma cabeça boa empacotada em muito prepúcio e uma base que só fica mais larga té chegar ao talo e você não conseguir ali  fechar o indicador e o polegar. Um saco sem pelos, caído e muito farto continha um par de culhões volumosos. Era uma jeba imponente e coroada de pelos castanhos, Uma empreitada arriscada para passivos inexperientes. Eu como massagista tenho oportunidades diárias de ver toda sorte de piru. E isso me deixa muito satisfeito de escolher um trabalho que "só" me dá multilistas satisfações.  

Eu já estava nu quando massageava seus ombros e encaixei minha virilha no suvaco peludo dele. Meu pau crescia sem pressa encostado ao longo de seu braço que ele deixara cair dos lados da maca, mas ele prosseguia dormindo. Quanto mais relaxado ele ficava mais meu pau se endurecia e eu o esfregava suavemente pelo seu corpo todo durante a sessão. Eu estive nu e em estado de ereção continuo e ininterrupto do inicio ao fim da massagem. Chegado o momento de despertar gentilmente o cliente e pedir para ele se virar de barriga para cima notei que ele, também como eu, estava com o pau firme com uma rocha.

Havia uma atmosfera de paz e desinibição entre dois homens. nenhum de nós dizia nada e a trilha dessa massagem era composta de um mistura calmante de flauta, borbulhar de água, cantos de aves a espaços enquanto lá fora uma chuva de verdade caia arremessando gotas contra a janela. Nós nos tocávamos livremente: ele segurando no meu e eu livre para alisar o dele. Ele me pediu para me concentrar em fazer oral nele durante o restante da sessão e não foi difícil obedecer. Se dois homens, nesse caso massagista e cliente, têm uma ereção juntos durante a massagem e não acontece contato sexual isso é contra a natureza. Se o corpo preparou o pau para ficar duro é pra gozar. Simples assim. Sem hipocrisia e pudores profissionais.

O pau dele era grossão mas cabia todo até o talo na minha boca. e eu mamei feliz e sem pressa. Eventualmente eu parava de mamar para massagear o corpo cavernoso com a ponta dos dedos e lubrificar com movimentos circulares a base da glande onde fica o cabresto.  O cara se contorcia de prazer e abafava gemidos. É muito excitante ver um homem completamente fora do formato gay se entregar daquele jeito ao contato físico e sexual com outro homem. Eu percebi que podia e deu um beijo de língua mesmo na boca dele enquanto o masturbava com o braço direito e ele gozou no ato!!!

Ele relaxou e entrou na ducha novamente em seguida. Ao sair do banho me questionou sobre se poderia trazer sua esposa para assistir numa próxima vez. Eu respondi: Não. O meu atendimento é exclusivamente para o público masculino. Eu explicava isso a ele enquanto lhe secava as costas e ele não parecia contrariado por isso. Sorriu com ar sonolento e disse: "duzentos reais muito bem empregados" eu sorri de volta e disse "obrigado".


Técnicas de Massagem


Todas as massagens são realizadas apropriadamente em maca e com lençol descartável.


               Massagem Relaxante:


A massagem relaxante é realizada com técnica sueca que beneficia a flexibilidade, aumenta a circulação sanguínea do corpo, descontrai os músculos, induz ao relaxamento e ao sono. Do ponto de vista psicológico proporciona uma sensação de bem-estar e alegria, que ajudam a acalmar o corpo e a mente, além de fortalecer a auto estima. Durante uma hora o corpo nu do cliente é manipulado pelo massagista com movimentos vigorosos circulares e deslizantes no ombros, pescoço, coluna, glúteos, coxas, panturrilhas e pés.
.

               Massagem Lingam:

          Sessão de massagem na área genital: pênis, virilha e saco. A lingam é uma parte da massagem tântrica. Não é composta de um ato masturbatório mecânico.É uma proposta diferente de manipulação peniana privilegiando sensações novas, auto controle, ampliação da libido, estimulando a virilidade e aumentando o potencial orgástico e sensorial com movimentos dinâmicos e diversificados na intenção de prolongar o prazer e retardar a ejaculação. Manipulações especificas são aplicadas desde o períneo até a glande. A cada toque uma nova sensação. 
A sessão dura 40 minutos divididos da seguinte forma: os primeiros 20 minutos iniciais transcorrem com o massageamento dos músculos das costas, coluna, coxas panturrilhas e pés. Essa primeira parte serve para descontrair a mente e o corpo do cliente para a segunda etapa da sessão que será focada na massagem peniana.

               Massagem Sensual:


Sessão onde ambos (massagista e cliente) ficam nus, havendo maior contato corpo a corpo. A massagem sensual é uma proposta de maior liberdade de interação com o massagista durante a sessão. O massagista permite se ser tocado e isso pode ocasionar ereções de ambos, mas não há constrangimento nenhum, visto que a liberdade de toque entre homens é o que fundamenta essa modalidade.  As técnicas aplicadas são uma composição entre sueca e lingam: total liberdade de acesso as áreas erógenas indicadas pelo cliente. É relaxamento masso terapêutico associado a seu caráter sexual. E não o contrário como defendem os conservadores.Facilita a expressão de nossos sentimentos e ajuda na remoção de padrões de pensamento antigos que nos causam bloqueio.  



Atendo no Centro do Rio ou no seu local ou hotel, desde que o cliente envie um UBER para o deslocamento do massagista.

Local discreto, seguro e tranquilo com privacidade total.

Aceito cartão (Mastercard, Visa, Elo, American Express).

Todas as suas dúvidas poderão ser esclarecidas via Whatsapp: (21) 98230-5966

Conto Erótico - O Massagista e o Urso Prateado


O Massagista e o Urso Prateado

Alguns clientes, por incrível que pareça, ainda rejeitam a comunicação via whatsapp. Essa é a história de um deles. Um senhor começou a me fazer contato via sms e logo depois me fez várias ligações para marcar uma sessão. Ele queria se dar ao luxo de começar o ano novo como uma massagem revigorante para o corpo e satisfatória para a libido. Infelizmente no dia * de janeiro minha agenda estava lotada e ele optou por procurar outro massagista que já o havia atendido antes, mas que também não pode atende-lo. Resultado: no dia seguinte * de janeiro de 2017 as 18:30 eu abri a porta e lá estava ele – grisalho, barbudo, baixinho, barrigudinho, óculos e um sorriso lindo no rosto.

 Eu fui com a cara dele imediatamente! Já vi ali na porta que essa sessão seria daquelas que merecem minhas sinceras homenagens antes de dormir.
Apertou firme a minha a mão e entrou no estúdio envolto na penumbra e na música apropriada para relaxamento mental, a luz do fim da tarde, atravessava a única parte das cortinas negras que ficara propositadamente afastada do blackout, e vazava suave sobre as plantas do jardim suspenso na parede, criando sombras em meio a nuvens de incenso suave. Um ambiente de massagem deve tentar romper com atmosfera do munda lá fora de onde o cliente vem. Um local para relaxamento do corpo e dos sentidos deve aspirar ser o céu.

Ele se despiu com minha ajuda e partiu para um banho refrescante. Ao terminar o banho eu fiz questão de enxugá lo eu mesmo com uma toalha branca nova que ele estreava. Notei com interesse seu conjunto genital: púbis de pentelhos fartos e negros, pau volumoso mas mais para pesado do que para comprido, daqueles que prenunciam uma glande volumosa e uma base larga no estado de ereção. E notei também um belo prepúcio, pele muita pele. O cliente tinha um ar meio acanhado de quem não sabe o valor que tem sua completa nudez. Felizmente eu sou um massagista que valoriza a nudez masculina.

Ele deitou completamente nu com a barriga para baixo sobre o lençol descartável na maca e eu comecei a alisar suavemente seu corpo todo antes mesmo de espalhar o óleo mineral sem cheiro sobre a sua pele. Que pernas firmes e bem feitas e que suavidade na pele das coxas e panturrilhas musculosas! Dei início aos deslizamentos suaves e profundos com óleo em suas costas e friccionei todo seu corpo com movimentos circulares para descontrair a musculatura em poucos minutos ele já estava completamente relaxado. Prossegui sem pressa a aquela prazerosa massagem que me dava variações de ereção durante seu decorrer.

 Por muitas vezes minha piroca dura ou meia bomba roçou partes do corpo dele ao redor da maca. Mas ele estava completamente entregue a massagem. Como homem maduro que é deve saber que as boas surpresas não devem ser adiantadas. Sabe que um massagista bom é aquele que tem vigor para dar uma massagem de efeito relaxante para o corpo e sabe surpreender o cliente com uma finalização de deixa-lo em estado catatônico em cima da maca.

Passada a parte manual peguei meu vibrador para massagem ultra potente e passei em todo o seu corpo privilegiando a coluna. A se virar de barriga para cima o cliente já estava com a rola mais inchada (maior do que eu havia manjado na saída do banho) ...é nessa hora que um profissional deve se controlar para não adiantar o desfecho da sessão. Ele estava de olhos fechados e passei as mãos no seu tórax, acariciei os mamilos, toquei em todos seus membros superiores, toquei com vontade, com desejo e carinho e foi ae que eu percebi que seu Membro da parte inferior do corpo estava rígido e desfiando a gravidade. Era uma linda piroca de cabeça grande, porte médio e bom volume além de uma pele fina e deliciosa de fechar e descobrir. Uma beleza mesmo de ver um homem comum, simpático com um caralho tão maneiro rígido em sinal de aprovação pela minha massagem. Um sinal também de confiança pois, ninguém fica de pau duro preocupado.

Apliquei técnicas de massagem peniana (lingam) pois o cliente me advertiu logo que tinha ejaculação precoce. E eu combinei que ele me avisaria sempre quando estivesse próximo de gozar para que parássemos antes e prosseguíssemos prolongando as sensações de prazer. E Assim fizemos uma alternância de movimentos de massagem no pênis e sexo oral onde nos alternávamos eu chupando ele levemente para não leva-lo a ejacular depressa e ele engolindo a meu rolão. Ele deitado na maca e eu em pé. A piroca do cara era muita gostosa de chupar e quando eu estava com aquele cabeção dentro da boca ele disse:

-Para!!!!

Eu parei e afastei um pouco a cabeça e vi seu pau ejacular forte uma porra branca e farta. E ele falou:
-Eu ainda não gozei.

Eu entendi que aquela ejaculação era prematura e não havia sido um orgasmo completo, finalizador dos sentidos, onde se esvai todas as forças junto com a última gota de esperma. E ele tentou colocar as mãos no pau para finalizar mas eu o impedi e segurei seus punhos firmes dos lados da maca. Recoloquei o pau dele todo gozado de volta na boca reiniciei o boquete com ritmo para ver o que acontecia ainda quando uma onda de porra em jatos quentes jorrar do pau pulsante dele direto na minha boca.

Ele ficou inerte em cima da maca enquanto eu fui ao banheiro me recompor. Ao se levantar ele foi para o banho e quando se vestia para sair parecia está em estado de total letargia, comum de quem está profundamente relaxado.  
Proxima  → Inicio

Ciro Massoterapeuta

Quem Sou

Fale Comigo

(21) 98230-5966 - WHATSAPP maschoterapia@gmail.com

Total de visualizações